"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quinta-feira, 31 de março de 2011

Conhecendo o Planeta Terra



Geraldo Victorino de França (Voinho)

A Terra é o terceiro planeta a partir do Sol, do qual dista 149.504.200 km. Sua forma é aproximadamente esférica, ligeiramente achatada nos pólos. Tem um diâmetro de 12.756 km no equador e sua densidade média 5,52 g/cm3.
Possui dois movimentos principais: a) rotação ao redor de um eixo que passa pelos pólos, levando 23 horas e 56 minutos para completar uma volta; b) translação ao redor do Sol, em uma órbita quase circular, levando 365, 25 dias para completar uma volta. Possui um único satélite natural, a Lua.
Vista do espaço, a Terra assemelha-se a um globo azulado com formações densas de nuvens e calotas polares. Vastos oceanos constituem 70% da superfície terrestre; e massas continentais ocupam os outros 30% .
Os continentes são plataformas de rochas leves, com cerca de 35 km de espessura, flutuando sobre rochas plásticas subjacentes ( rochas que podem ser deformadas por pressão ). As bacias oceânicas são placas de 6 km de espessura formando cordilheiras oceânicas, que desaparecem em outros pontos sob as placas continentais, num processo chamado tectonismo
A atmosfera da Terra compõe-se de78% de nitrogênio, 21% de oxigênio e 1% de outros gases. A temperatura superficial varia entre 55 e - 70 graus centígrados.
A presença de água líquida e de atmosfera com oxigênio combinadas com as condições de temperatura propiciam o desenvolvimento da vida vegetal e animal.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Conhecendo substantivos coletivos


CONHECENDO SUBSTANTIVOS COLETIVOS DE ANIMAIS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

1. Alcateia - lobos
2. Bando - aves, macacos
3. Boiada - bois
4. Cardume - peixes
5. Colônia - animais inferiores ( pólipos )
6. Enxame - abelhas
7. Fato - cabras
8. Fauna - animais de uma região
9. Gado - vacas leiteiras ( gado leiteiro ) e novilhos ( gado de corte )
10. Junta - animais de tração
11. Manada - animais de grande porte
( búfalos, elefantes )
12. Matilha - cães de caça
13. Ninhada - filhotes de aves
14. Nuvem - gafanhotos, mosquitos
15. Plantel - animais reprodutores
16. Porcada - porcos
17. Rebanho - bovinos, eqüinos, suínos, ovinos e caprinos
18. Tropa - cavalos, burros
19. Vara - porcos



CONHECENDO SUBSTANTIVOS COLETIVOS DE COISAS

1. Acervo: obras de arte.
2. Álbum: fotografias, selos.
3. Armada: navios de guerra.
4. Arquipélago: ilhas.
5. Atlas: mapas.
6. Baixela: utensílios de mesa.
7; Bateria: utensílios de cozinha.
8. Biblioteca: livros.
9. Código: leis.
10. Comboio: veículos.
11. Constelação: estrelas.
12. Discoteca: discos.
13. Enxoval: roupas.
14. Maquinaria: máquinas.
15. Mobília: móveis.
16. Pinacoteca: quadros, telas.
17. Esquadra: navios.
18. Frota: veículos.
19. Cordilheira: montanhas.
20. Ramalhete: flores.



CONHECENDO SUBSTANTIVOS COLETIVOS DE PESSOAS

1. Assembleia: deputados.
2. Banca: examinadores.
3. Bando: crianças, bandidos.
4. Batalhão: soldados.
5. Câmara: vereadores.
6. Caravana: viajantes.
7. Concílio: bispos.
8. Congregação: religiosos, professores.
9. Congresso: parlamentares, professores.
10. Colônia: grupo de imigrantes estabelecidos em terra estranha.
11. Elenco: atores.
12. Exército: soldados.
13. Horda: malfeitores.
14. Júri: jurados.
15. Legião: soldados.
16. Piquete: grevistas.
17. População: habitantes.
18. Quadrilha: ladrões.
19. Senado: senadores.
20. Turma: alunos, trabalhadores.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Conhecendo os tipos de água


CONHECENDO OS TIPOS DE ÁGUA
Geraldo Victorino de França (Voinho) CONHECENDO OS TIPOS DE ÁGUA

A água é a única substância encontrada na natureza, simultaneamente, nos três estados da matéria: a) sólido - geleiras; b) líquido - oceanos, mares, rios, lagos e aqüíferos; c) gasoso - vapor d'água – nuvens. É uma substância essencial à vida das plantas, dos animais e do homem. A seiva das plantas e o sangue do homem e dos animais são, em grande parte, formados de água.
A água recebe diferentes nomes, conforme o ponto de vista considerado. Vejamos alguns exemplos:
1. Água meteórica. É a água de chuva, proveniente da atmosfera.
2. Água edáfica - água armazenada no solo e que é absorvida pelas plantas.
3. Água subterrânea - água armazenada nos aquíferos e que alimenta os poços.
4. Água salgada - água dos oceanos e mares.
5. Água doce - água dos rios, lagos e aquíferos.
6. Água capilar - água retida nos poros do solo.
7. Água disponível - parte da água capilar que pode ser absorvida pelas raízes das plantas.
8. Água gravitativa - água contida no solo, acima da sua capacidade de retenção e, portanto, sujeita à ação da gravidade, indo alimentar os aqüíferos.
9. Água de infiltração - parte da água de chuva que penetra no solo.
10. Água de rolamento - parte da água de chuva que corre sobre a superfície do solo, indo alimentar os córregos e rios. Também chamada água de escoamento ou enxurrada.
11. Água de cristalização - água que faz parte da composição dos minerais.

sábado, 26 de março de 2011

Conhecendo as datas de algumas invenções


CONHECENDO AS DATAS DE ALGUMAS INVENÇÕES
Geraldo Victorino de França (Voinho)

1. Microscópio..................... 1.590
2. Telescópio....................... 1.608
3. Máquina de escrever........ 1.642
4. Panela de pressão............ 1.679
5. Bicicleta ........................... 1.790
6. Locomotiva a vapor .......... 1.804
7. Máquina de calcular........... 1.822
8. Fotografia.......................... 1. 826
9. Máquina de costura........... 1.845
10. Geladeira ......................... 1. 850
11. Elevador........................... 1.857
12. Máquina de escrever ........ 1.867
13. Telefone............................ 1.876
14. Fonógrafo ......................... 1. 877
15. Automóvel ......................... 1.885
16. Projetor cinematográfico..... 1.895
17. Avião ................................. 1.906
18. Barbeador elétrico ............. 1.928
19. Computador eletrônico ....... 1.946
20. Fax ..................................... 1.947
21. Máquina de xerox ............... 1.949
22. Forno de microondas ......... 1.952
Observação: o inventor do avião foi o brasileiro Santos Dumont.

quarta-feira, 23 de março de 2011

O Blog do Voinho atingiu a marca de 100.000 visitas!


Parabéns, Voinho!

O Blog do Voinho, criado há 1 ano e meio, em agosto de 2009, atingiu hoje, 23 de março de 2011, a marca de 100.000 visitas de várias partes do mundo.


Um blog educativo e interessante para todo tipo de pesquisas.


terça-feira, 22 de março de 2011

Conhecendo os recursos naturais - 2

(Amazônia em foto de José Patricio)

CONHECENDO OS RECURSOS NATURAIS – 2
Geraldo Victorino de França (Voinho)

ÁGUA - É um recurso natural essencial à vida das plantas, dos animais e do homem.
As várias formas de sua utilização geram, às vezes, conflitos de interesses. Dentre as várias maneiras de sua utilização destacam-se: geração de energia, água para consumo humano e animal água do solo para as plantas, água para irrigação de culturas, águas superficiais como ambiente para os animais aquáticos, meio de transporte, meio de limpeza, etc.
Como medidas de conservação da água, recomendam-se: a) manter florestas nas cabeceiras de nascentes; b) preservar as matas ciliares, que acompanham as margens dos rios; c) evitar a poluição das águas.
PASTAGENS NATURAIS - Constituem um dos principais tipos de vegetação que formam a cobertura do solo, servindo para protegê-lo e para alimentação dos animais, selvagens e domésticos. São geralmente formadas por uma mistura de gramíneas e outras plantas herbáceas, às quais se juntam arbustos e árvores esparsas. Como exemplos podem ser citados: as savanas da África, as estepes da Rússia, as pradarias dos Estados Unidos e os cerrados do Brasil.
Como medidas de conservação das pastagens em geral, recomendam-se: a) divisão e lotação adequada; b) evitar o superpastoreio; c) evitar o uso do fogo.
FLORESTAS - São formações arbóreas que desempenham papel importante no equilíbrio ecológico de uma região, com destaque para os seguintes aspectos: a) conservação da água, aumentando a infiltração no solo e diminuindo o escoamento superficial; b) eficiente proteção do solo contra a erosão; c) regularização da vazão das nascentes; d) ambiente adequado para a fauna silvestre; e) fonte de diversas matérias-primas para muitas indústrias - madeira, celulose, látex, cortiça, resinas, óleos essenciais,etc.
As florestas temperadas da Europa e América do Norte já foram grande parte devastadas; e o mesmo está acontecendo com as florestas tropicais da Amazônia, bacia do Congo ( África ) e Sudeste da Ásia.
Como medidas de conservação das florestas recomendam-s: a) controle do desmatamento; b) preservação das matas ciliares; c) reflorestamento das terras impróprias para uso agrícola.
FAUNA SILVESTRE - Refere-se aos animais não domesticados, muitos dos quais são utilizados em benefício das populações humanas ( caça e pesca ).
Como medidas de conservação da fauna silvestre, recomendam-se: a) evitar a poluição das reservatórios de água ( rios, lagos e represas ); b) restauração das matas ciliares; c) proibição da caça e peca em áreas de reserva florestal.

Conhecendo os recursos naturais - 1


CONHECENDO OS RECURSOS NATURAIS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

A expressão "recursos naturais " aplica-se aos bens que existem na natureza e podem ser utilizados em benefício das populações humana e animal. Eles garantem o suprimento de alimentos, vestuário, materiais de construção, água, combustíveis, etc. Podem ser divididos em dois grupos: a) recursos renováveis, abrangendo água, pastagens naturais, florestas, fauna silvestre e, até certo ponto, o solo; b) recursos não-renováveis, incluindo petróleo, gás natural, carvão, algumas rochas e diversos minerais, cujas jazidas, uma vez exauridas, não se renovam.
A água se renova através do ciclo hidrológico; as plantas e os animais, por processos de reprodução. Um solo cuja fertilidade foi esgotada por sucessivos cultivos sem adubação pode recuperar-se após alguns anos de repouso; ou então, pela aplicação de técnicas agronômicas. Mas se for destruído por mineração a céu aberto ou erosão severa, a natureza levará milênios para formar um novo solo.
SOLO -É o recurso natural básico, que suporta e alimenta toda a vida vegetal, sem a qual o homem e os animais não poderiam existir. Por outro lado, a cobertura vegetal constitui a proteção mais eficaz contra a erosão e outras causas de depauperamento do solo. Quando o homem retira a vegetação natural para cultivá-lo, a fim de produzir alimentos e matérias-primas que necessita para a sua subsistência, o solo fica exposto à ação dos agentes de desgaste: remoção de nutrientes pelas colheitas, perdas por erosão e lixiviação, salinização, etc.
Existem muitos tipos de solo, os quais apresentam condições muito variáveis, tais como: rasos ou profundos, arenosos ou argilosos, com ou sm seixos e/ou pedras, com declives suaves ou acentuados, fertilidade alta ou baixa, etc. Portanto, possuem diferentes capacidades de uso, isto é, aptidão para culturas, pastagens ou florestas, ou ainda, impróprias para uso agrícola, podendo servir apenas para recreação e abrigo da fauna silvestre.
Muitas técnicas foram desenvolvidas para a conservação do solo, as quais se baseiam em dois princípios básicos; a) usá-lo de acordo com a sua capacididade; b) tratá-lo segundo as suas necessidades.

domingo, 20 de março de 2011

Curiosidades do Universo

CURIOSIDADES DO UNIVERSO
Geraldo Victorino de França (Voinho)

a) Segundo os astrônomos, o Universo tem mais de 14 bilhões de anos. Supõem que uma grande explosão, chamada " big-bang ", tenha dado origem ao Universo b) O sol é apenas uma das mais de 200 bilhões de estrelas da nossa galáxia, a Via Látea. Numa noite de céu aberto e sem lua, é possível contar até 2.500 estrelas a olho nu.
c) A Via Látea tem uma extensão aproximada de 100 mil anos-luz ( algo em torno de 950 quatrilhões de quilômetros ), lembrando que um ano-luz é a distância percorrida pela luz, com a velocidade de 300.000 km/seg. Os cientistas calculam a existência de mais de 100 bilhões de galáxias.
d) O sol fica a 25.000 anos-luz do centro da nossa galáxia. Para se ter uma ideia dessa distância, um ano-luz equivale a ...9.460.500.000 quilômetros.
e) Acredita-se que o Sistema Solar teve origem em uma nuvem de gases e poeira, há 4,6 bilhões de anos. Os átomos e partículas da nuvem começaram a se chocar uns contra os outros e também a se unir, liberando muita luz e calor, dando origem à estrela Sol. Depois, as partículas que se afastaram do Sol esfriaram e foram se aglomerando, para dar origem aos planetas gasosos - Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Os blocos de rocha que estavam nessa nuvem também se uniram, formando os planetas rochosos - Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.
f) A maior estrela é a Epsilon de Ariga, localizada na constelação de Ariga, a 465 anos-luz da Terra. Ela é 1.278 vezes maior que o Sol.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Conhecendo os Terremotos

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Terremotos ou abalos sísmicos são movimentos bruscos da crosta terrestre, causados por forças naturais, geralmente de origem tectônica, ligadas a falhamentos. Ao longo das falhas geológicas, os blocos rochosos, de um e de outro lado, procuram acomodar-se para restabelecer o equilíbrio. Quando a acomodação é repentina, a grande energia gerada traduz-se por uma vibração das camadas rochosas, que é transmitida a milhares de quilômetros, causando um terremoto.
Os terremotos ocorrem com intensidade muito variável, desde pequenos tremores que apenas são registrados pelos sismógrafos, até os grandes cataclismos, que ocasionam deslocamentos visíveis do solo e catástrofes.
Os terremotos fazem surgir fissuras e desníveis no solo, dando origem a deslizamentos de terra e avalanches. Chegam a desviar cursos d'água e provocar o deslocamento de edifícios.
Felizmente, os terremotos estão restritos às regiões de atividade vulcânica recente, havendo duas zonas principais: a) uma que rodeia o Oceano Pacífico, chamada " cinturão de fogo "; b) outra que se estende através da Ásia Meridional e do Mar Mediterrâneo. São regiões instáveis, com cordilheiras de idade geológica recente.
Entre os grandes terremotos incluem-se o ocorrido na China, em 1.556, que matou 830.000 pessoas; e o ocorrido no Japão em 1.923, que provocou um incêndio em Tóquio causando a morte de 150.000 pessoas.

domingo, 13 de março de 2011

Conhecendo as geleiras

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Geleiras ou glaciares são massas de gelo acumuladas em áreas onde a queda de neve supera o descongelamento. Estão associadas a condições de clima suficientemente frio, do que resulta a distinção: a) geleiras continentais ou de latitude, que ocorrem em regiões próximas aos pólos, embora de altitudes modestas; b) geleiras alpinas ou de altitude, localizadas em regiões montanhosas, independentemente da latitude; c) geleiras marinhas.
As geleiras de latitude geralmente são espessas e de maior amplitude, cobrindo indistintamente montanhas e vales, como na Groenlândia; enquanto as geleiras de altitude são de ocorrência localizada, revestindo as partes mais elevadas das cadeias de montanhas. As geleiras marinhas formam-se no mar, por congelamento de suas águas superficiais, como acontece no Oceano Glacial Ártico. A camada de gelo que se forma, chamada banquisa, tem uma espessura de 3 - 4 metros.
As geleiras cobrem cerca de 10% das terras emersas. As maiores geleiras ocorrem na Antártida e na Groenlândia. Quase toda a Antártida e cerca de 80% da Groenlândia são cobertos por gelo.
Nas regiões tropicais encontram-se geleiras em altitudes superiores a 5.000 metros acima do nível do mar, como na Cordilheira dos Andes.
Em virtude das alternâncias climáticas, o " front " ( frente ) das geleiras ora avança, ora recua, atritando o assoalho rochoso e provocando a chamada erosão glacial - causada pelo gelo deslizante. O material transportado é depositado nas linhas de degelo, formando as " morenas " laterais e frontal.
Nas geleiras em contato com o mar, ocorre a fragmentação de grandes blocos de gelo flutuantes, chamados " icebergs ", que constituem um perigo para a navegação.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Conhecendo a estrutura da Terra


Geraldo Victorino de França (Voinho)

A estrutura da Terra é revelada por perfurações e, principalmente, pelo estudo da propagação das ondas sísmicas. Além da atmosfera ou envoltório gasoso e da hidrosfera, constituída pelos mares e oceanos, distinguem-se ainda outras três camadas concêntricas: a) litosfera ou crosta terrestre; b) pirosfera ou manto; c) barisfera ou núcleo.
A crosta compõe-se de uma camada rochosa na qual predominam silicatos de alumínio ( sial ). A temperatura da crosta aumenta à razão de 1 grau centígrado para cada 33 metros de profundidade. A espessura da crosta é de cerca de 5.000 metros sob o piso oceânico ( crosta oceânica ); e 40 - 80 km nos continentes ( crosta continental ).
Abaixo da crosta estende-se o manto até uma profundidade de aproximadamente ... 2.900 km. O manto ocupa cerca de 80% do volume do globo terrestre, enquanto a crosta compreende apenas 1,5%.
O manto consiste de rochas aquecidas, com temperaturas variando entre 1.000 e 3.000 graus centígrados. A temperatura aumenta com a profundidade e, mesmo sob altas temperaturas, as rochas do manto se mantêm sólidas devido às altas pressões a que estão submetidas. Na composição do manto entram principal-
mente silicatos de magnésio ( sima ).
Supõe-se que o núcleo seja formado principalmente de níquel e ferro em fusão. O nome barisfera vem de sua alta densidade, que varia entre 8 e 12.

domingo, 6 de março de 2011

Conhecendo a Biodiversidade

Geraldo Victorino de França (Voinho)

A biodiversidade ou diversidade biológica refere-se à multiplicidade e viabilidade de organismos vivos em complexos ecológicos onde eles ocorrem; o conceito engloba, portanto, os ecossistemas e as espécies vegetais e animais
( biota ).
Estima-se que na natureza existem cerca de 250.000 espécies de plantas superiores e 42.000 espécies de vertebrados. Para exemplificar, as duas famílias de plantas mais importantes - Gramíneas e Leguminosas, contam com
aproximadamente 9.000 e 13.000 espécies, respectivamente.
No tocante aos animais vertebrados, admite-se que existem aproximadamente 20.000 espécies de peixes, 3.000 espécies de anfíbios, 6.500 espécies de répteis, 9.000 espécies de aves e 4.500 espécies de mamíferos.
Os insetos são os organismos predominantes, com cerca de 1 milhão de espécies. Os invertebrados ( exceto insetos ) possuem cerca de 350.000 espécies.
Para cada situação gerada por fatores bióticos ou abióticos, há uma reação dos organismos componentes da biota ( conjunto de seres vivos ), que procuram manter um equilíbrio dinâmico. Como exemplo, podem ser citadas as cadeias alimentares.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Conhecendo o Litoral

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Dá-se o nome de litoral ou costa à faixa de terra, de largura variável, situada entre o mar e os continentes e ilhas. A sua largura depende da amplitude das marés. Em média, a altitude entre o nível da maré baixa e da maré alta é de 1 metro, embora oscile entre 2 e 8 m nas costas do Atlântico.
Quando as costas são baixas, a faixa de terra compreendida entre os dois níveis da maré pode apresentar uma largura de 15 a 20 km. O trecho inferior ao nível das marés baixas é a zona sublitorânea; e o que fica acima do nível das marés altas é a zona supralitorânea.
Distinguem-se dois aspectos: a) praia, diretamente exposta à ação das marés, compreendendo a praia baixa ou praia propriamente dita, e a praia alta ou cordão litorâneo, na área não atingida pelas marés; b) litoral ou costa, formado pelos terrenos mais interiorizados, apenas indiretamente influenciados pelas marés.
Os litorais estão sujeitos aos agentes e processos de erosão marinha, bem como aos agentes e processos de erosão continental, de papel secundário no presente caso. As ondas e correntes marinhas atuam de modo preponderante, determinando processos de destruição e de construção dos litorais.
As falésias e plataformas de abrasão constituem as formas de erosão dominantes. As falésias formam taludes ou vertentes voltadas para o mar. São geralmente precedidas por um declive suave que é percorrido pelas vagas das marés altas que vêm solapar o pé da falésia, formando a plataforma de abrasão.
Nos litorais baixos é frequente a presença de cordões litorâneos, dunas, lagunas, deltas e estuários.

terça-feira, 1 de março de 2011

Conhecendo os setores da economia

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Economia é a ciência que estuda as regras da administração de bens e serviços. Conforme o campo de aplicação, distinguem-se: a) economia doméstica ( lar );b) economia política ( país ); c) economia rural ( empresas agrícolas ), etc.
Costuma-se dividir as atividades econômicas em três setores: a) primário; b) secundário; c) terciário.
A. Setor primário. Conjunto de atividades econômicas que envolvem a exploração direta dos recursos naturais. Agricultura, pecuária, mineração, caça e pesca são os principais exemplos deste setor. É a forma predominante das atividades econômicas nos países subdesenvolvidos. Em termos de comércio mundial, o setor primário tende a ser instável, por depender de fatores naturais menos previsíveis ou controláveis, como o clima.
Os países cuja economia se baseia em produtos primários vêm tentando diversificar suas atividades e incrementar os setores secundário e terciário.
B. Setor secundário. Conjunto de atividades econômicas que se baseia na transformação de matérias-primas obtidas em atividades do setor primário, em produtos manufaturados, através de processos de industrialização. Pode ser dividido em indústria leve e indústria pesada.
O setor secundário é o principal meio de crescimento e desenvolvimento da economia em países nos quais predomina o setor primário.
C. Setor terciário. Conjunto das atividades econômicas que envolvem a prestação de serviços que satisfazem as necessidades da população. Exemplos:turismo, comércio, operações bancárias, telecomunicações, serviços sociais ( saúde, educação ), etc.
Nos países plenamente desenvolvidos e industrializados, o setor terciário é o que mais se desenvolve, tendendo a superar o setor secundário.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget