"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sábado, 31 de janeiro de 2015

CONHECENDO AS MUDANÇAS DE ESTADO DA MATÉRIA


Geraldo Victorino de França (Voinho)

               A matéria está sujeita a fenômenos físicos, que não alteram a sua composição; e a
fenômenos químicos, que alteram a sua composição, formando novos compostos.
               Entre os fenômenos físicos incluem-se as mudanças de estado. De acordo com a  temperatura e a pressão, os corpos podem mudar de estado. A água, por exemplo, existe na natureza nos três estados: a) sólido - gelo, encontrado nas regiões polares e nas altitudes elevadas;
b) líquido - água dos oceanos, rios e lagos; c) gasoso - vapor d'água, encontrado no ar atmosférico e nas nuvens.
                A terminologia usada para indicar as mudanças de estado da matéria é a seguinte:
             1. Fusão.É a passagem de um corpo no estado sólido para o estado líquido, por aquecimento.
                2. Congelamento.É o processo pelo qual um corpo no estado líquido passa para o
estado sólido, por esfriamento.
                3. Evaporação.É a passagem de um corpo no estado líquido para o estado gasoso,
processo responsável pela ascenção de massas d'água sob a forma de vapor, que depois caem sob a forma de chuva ( precipitação ).
                4. Condensação. É a passagem de um corpo no estado gasoso para o estado líquido, geralmente sob a forma de gotículas. É o que acontece com o vapor d'água das nuvens, que se precipitam sob a forma de chuva.
                5. Sublimação. Processo pelo qual um corpo sólido, ao ser aquecido, passa para o

estado gasoso; o que acontece com poucos corpos sólidos, como o dióxido de carbono e o iodo.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

CONHECENDO AS ABREVIATURAS


Geraldo Victorino de França (Voinho)

             Abreviatura é a representação abreviada de uma palavra ou expressão. Por serem práticas, as abreviaturas são muito usadas, principalmente na troca de correspondência. A seguir, apresentamos alguns exemplos de abreviaturas.

              A/c - aos cuidados de
              Al. - alameda
              Av. - avenida
              R.  - rua
              Apto. - apartamento
              cap. - capítulo
              cel. - coronel
              Cia. - companhia
              cm - centímetro
              Dr. - doutor
              Exmo. - excelentíssimo
              Ilmo.  - ilustríssimo
               g  - grama
               ha - hectare
               i.é - isto é
               Jr. - júnior
               Kg- quilograma
               Km - quilômetro
               Ltda. - limitada
               p.f. - próximo futuro
               p.p. - próximo passado
               m  - metro
               mm - milímetro
               prof. - professor
               Rmte. - remetente
               tel. - telefone

               TV – televisão

domingo, 18 de janeiro de 2015

CONHECENDO A MATÉRIA


Geraldo Victorino de França (Voinho)

              Matéria é toda substância que constitui os corpos e, por isso, ocupa um lugar no espaço. A propriedade de ocupar um lugar no espaço  é denominada extensão. A quantidade de matéria existente em um corpo é a sua massa. A força de atração gravitacional terrestre, para determinada massa, determina o seu peso.
               Toda matéria tem inércia, que é a resistência às mudanças de estado de repouso ou
de movimento.
                Os corpos são formados por grande número de átomos, que nada mais são do que
um conjunto de pequenas partículas ligadas de determinada maneira e constituindo partículas maiores, chamadas moléculas. Um átomo, por sua vez, é formado de prótons ( com carga positiva ), elétrons ( com carga negativa )  e  neutrons, que são partículas ainda menores.
         Além de ocupar um lugar no espaço, a matéria exige um lugar exclusivo, ou seja, é impenetrável. Dois corpos não podem, simultaneamente, o mesmo lugar no espaço. Outra propriedade da matéria é não ser um todo contínuo e maciço e sim, ao contrário, formado de moléculas que deixam entre si espaços vazios, chamados poros. Esta característica é denominada porosidade. Assim, os poros de um corpo sólido podem ser ocupados pelo ar.
                Quando se comprime um corpo,  as moléculas podem aproximar-se e o corpo diminuir de volume. Esta propriedade chama-se compressibilidade. Assim, os corpos gasosos são altamente compressíveis, assim como alguns sólidos; os líquidos, porém, comprimem-se muito pouco. Cessada a força de compressão, as moléculas tendem a voltar à posição anterior. Esta propriedade recebe o nome de elasticidade.

                 A matéria pode ainda apresentar outras propriedades específicas, isto é, que  existem para alguns corpos, tais como: dureza, solubilidade, condutividade elétrica, etc.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

CONHECENDO GEADA E GRANIZO


Geraldo Victorino de França (Voinho)

            Geada e granizo são fenômenos meteorológicos, típicos de inverno, que acontecem
quando a temperatura do ar atinge valores muito baixas. Ambos causam efeitos prejudiciais, principalmente à agricultura, porque provocam danos severos às culturas.
            A. Geada. Ao contrário do granizo,  a geada não " cai ": resulta do congelamento das gotículas de orvalho depositadas sobre as superfícies expostas, quando a temperatura do ar em contato com o solo é igual ou inferior a zero graus. Forma-se uma película branca, constituida por pequenas partículas de gelo.
             A geada pode ser classificada , quanto à sua gênese, em: a) geada de radiação, que se dá por queda de temperatura: b) geada de adveção, provocada por invasão de vento frio. Quanto ao aspecto visual, distinguem-se: a) geada branca, quando há formação de uma película de gelo; b) geada negra, quando a temperatura é muito baixa, porém não formação de gelo.
              B. Granizo. Também chamado chuva de pedra, ocorre quando há precipitação na forma de pedras de gelo, normalmente com diâmetros variando de alguns milímetros até 5 centímetros.
              O granizo pode apresentar forma esférica, cônica ou irregular. Ocorre geralmente durante temporais violentos quando a temperatura do ar está próxima de zero graus.
              O impacto das pedras de gelo causa  maiores danos que a geada, podendo avariar,

além das plantas, até residências e aviões.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget