"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

CONHECENDO AS METONÍMIAS


Geraldo Victorino de França (Voinho)

               Metonímia é uma figura de linguagem  que consiste em substituir uma palavra por outra, que não é propriamente um sinônimo, mas está  de alguma forma relacionada com a primeira. Exemplos:
              1. Ela completou vinte primaveras ( anos ).
              2. Ouviu-se o badalar do bronze ( sino ).
              3. Ele não tinha teto ( casa ) para  se abrigar.
              4. Ele é um bom garfo ( comedor ).
              5. O judas ( traidor ) da classe.
              6. Os mortais ( homens ).
              7. Os irracionais ( animais ).
              8. Tinir dos cristais ( copos ).
              9. Lia Camões ( a obra de Camões ).
             10. Era uma pena ( escritor ) brilhante.
             11. Que a toga ( justiça ) vença as armas ( forças ).
             12. A mocidade ( moços ) é entusiasta.
             13. Era o mecenas ( protetor ) das artes
             14. Deu um níquel ( moeda ) para o pedinte.
             15. O trono ( cargo de imperador ) estava vago.

             16. Maionese é um prato ( comida ) delicioso.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

CONHECENDO AS DICOTILEDÔNEAS


Geraldo Victorino de França (Voinho)

            Dá-se o nome de Dicotiledôneas a uma vasta classe de plantas superiores ( ou que produzem flores ), caracterizadas pelo fato do  embrião possuir dois cotilédones ou folhas embrionárias, em oposição às Monocotiledôneas, que têm apenas um cotilédone.
             Conhecem-se mais de 250.000  espécies de dicotiledôneas, tendo em comum as seguintes características: a) folhas de nervuras ramificadas, frequentemente horizontais, e cujas duas faces diferem de estrutura e função; b) eixo primário com vasos condutores de seiva ( xilema e floema ); c) existência de formações secundárias nas espécies perenes; d) flores jamais pertencentes ao tipo trímero, frequentemente múltiplos de 2 ou 5.
                Muito mais variadas que as monocotiledôneas, as dicotiledôneas compreendem grande número de plantas arbóreas, arbustivas e herbáceas, tanto das regiões de clima temperado  como das regiões de clima tropical.

                Incluem árvores fornecedoras de madeira, como peroba, aroeira, carvalho, eucalipto, etc.; muitas árvores frutífera - laranjeira,  mangueira, macieira, etc.; leguminosas herbáceas - feijão, soja, amendoim ou arbóreas - jatobá,  jacarandá, etc.; algodoeiro, cafeeiro, cacaueiro, etc.; hortaliças - tomate, cenoura, etc.; cáctos, etc.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget