"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Conhecendo os Vulcões

CONHECENDO OS VULCÕES
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Pode-se definir vulcão como uma abertura na crosta terrestre através da qual ocorrem erupções de gases, cinzas e lava, sob temperaturas elevadas. A saída do material é feita por um conduto, chamado chaminé, cuja parte superior tem, em geral, a forma de um funil, chamado cratera; e que geralmente se apresenta guarnecida por um cone, chamado cone vulcânico.
O material expelido pelos vulcões consiste principalmente de gases, mas também de grande quantidade de magma sob a forma de lava e, às vezes, também de material sólido formado de cinzas e, eventualmente, de fragmentos de rochas.
Cerca de 450 vulcões entraram em erupção nos últimos tempos, sendo considerados ativos ou intermitentes; enquanto os vulcões extintos atingem vários milhares. Há vulcões em constante atividade, como o Strômboli, na Itália; porém, na maioria dos casos, um período curto de atividade é seguido por outro longo de repouso.
Os vulcões podem ser classificados em: explosivos, intermediários e quietos. No tipo explosivo, o material expelido consiste de gases misturados com cinzas, geralmente sem lava. O tipo quieto lança exclusivamente lava. O tipo intermediário, que inclui a maioria dos vulcões, apresenta características dos outros dois tipos.
Exemplo de vulcão explosivo é o Krakatoa, localizado numa pequena ilha entre Sumatra e Java. Os vulcões das ilhas Hawaí, na Oceania, são do tipo quieto; e o Strômboli é um exemplo de vulcão intermediário.
O Vesúvio, situado perto da costa da Baía de Nápoles ( Itália ), é o vulcão mais conhecido. No ano 79 da nossa era, entrou em violenta explosão que sepultou a cidade de Pompéia.
No Brasil não ocorrem vulcões ativos, mas existem muitos indícios de atividade vulcânica no passado.

Um comentário:

Richard Mathenhauer disse...

Uma amiga foi à Itália e fez fotos dos corpos petrificados em decorrência das erupções em Pompéia e Herculanum. Os vulcões são espetáculos da natureza, mas infelizmente, letais.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget