"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Conhecendo os plásticos

CONHECENDO OS PLÁSTICOS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Plásticos são compostos sintéticos que se caracterizam por conterem como ingrediente principal um polímero, isto é, uma substância orgânica de elevado peso molecular. O processo para a obtenção dos plásticos chama-se polimerização, que é feita a partir de resinas e gomas naturais.
Os primeiros plásticos produzidos foram: o celulóide, o raion e a borracha sintética. Atualmente, é grande o número de produtos plásticos, que são muito úteis pela sua versatilidade, podendo adquirir a rigidez dos metais, a elasticidade da borracha natural, a transparência do vidro, a leveza da cortiça e muitas outras propriedades. Por isso, encontram grande aplicação como sucedâneos de vários tipos de materiais, inclusive tecidos ( nylon, tergal, etc. ), sendo considerados a substância do século XX.
De acordo com sua reação ao calor, podem ser divididos em dois grupos: a) termo-
plásticos; b) termofixos.
Os termoplásticos são fundíveis, amolecendo quando aquecidos e endurecendo ao
esfriarem. Exemplos: nylon, polietileno, etc. Os termofixos são infundíveis a pressões ordinárias. Exemplos: fórmica, baquelita, etc.
Outra classificação baseia-se na sua composição química. Assim, os que derivam de fenóis e aldeídos classificam-se como plásticos fenólicos, como por exemplo a fórmica.
Exemplos de materiais plásticos: fórmica, poliestireno, polietileno, PVC ( cloreto de polivinila ), baquelita, celulóide, poliéster, borracha sintética, silicone, etc.
Como desvantagem dos plásticos, os produtos descartáveis, como certas embalagens são de difícil decomposição.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget