"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Conhecendo a Lenda do Minotauro


CONHECENDO A LENDA DO MINOTAURO

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Segundo a mitologia grega, Posêidon - deus dos mares, enviou a Minos -- rei de Creta, um touro branco que deveria ser sacrificado em sua homenagem. Deslumbrado com a beleza do animal, Minos não obedeceu e guardou o touro para si. em represália, Posêidon despertou na rainha Pasifae, mulher do rei, uma paixão doentia pelo animal. Dessa união nasceu o Minotauro, um monstro com corpo de homem e cabeça de touro. Logo após o seu nascimento, o Minotauro foi levado para o labirinto, construido pelo arquiteto Dédalo e de onde ninguém conseguia sair. Anos mais tarde, Minos declarou guerra à Atenas para vingar a morte de seu irmão Androgeu. Vitorioso, exigiu que os derrotados enviassm, a cada nove anos, sete rapazes e sete moças para serem devorados pelo Minotauro. Quando os atenienses se preparavam para pagar o tributo, pela terceira vez, o herói Teseu se ofereceu como voluntário. Penetrou no labirinto, armado de clava, matou o Minotauro e, guiado por um fio que ficara preso na entrada e que lhe fora dado por Ariádne, filha de Minos, saiu do labirinto em companhia de Ariádne e seus companheiros gregos.

Um comentário:

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget