"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

segunda-feira, 9 de julho de 2012

CONHECENDO A FLORA E A FAUNA DA REGIÃO AMAZÔNICA



Geraldo Victorino de França (Voinho) 

       Dá-se o nome de flora ao conjunto das espécies vegetais de uma determinada região; e de fauna ao conjunto de espécies animais.
            A Região Amazônica, também chamada Paraíso Verde ou Hiléia Amazônica, abrange cerca de 40% do território brasileiro, além de partes dos territórios dos países vizinhos: Guianas, Venezuela, Colômbia, Peru e Bolívia.
            É a maior floresta tropical do mundo, caracterizada pela presença de árvores higrófitas ( ambiente úmido ), latifoliadas ( folhas largas ) e perenifólias ( folhas sempre verdes )  
            Do ponto de vista ecológico, pode  ser subdividida em três: a) mata de igapó - terreno alagadiço, sempre inundado; b) mata de várzea - terreno temporariamente inundado; c)mata de terra firme - área nunca inundada.
             Na mata de igapó encontram-se plantas aquáticas, como nenúfar e vitória-régia. Na mata de várzea ocorrem seringueira, cacaueiro, copaíba, etc. Na mata de terra firme formam-se váris andares de vegetação, sendo que as árvores emergentes atingem 40 - 50m de altura. A castanheira, o mogno e o pau-rosa são árvores típicas da terra firme. São freqüentes as lianas ou cipós, bem como as epífitas ( orquídeas ).
             O rio Amazonas e seus afluentes são habitados por abundante fauna aquática, incluindo: peixes ( pirarucu, tucunaré, etc. ) e mamíferos aquáticos como o peixe-boi. Acrescentando-se os igapós e as várzeas, nesses meios são encontrados também répteis anfíbios, como o jacaré, a tartaruga e a sucuri.
            Na  mata de terra firme habitam vários mamíferos, como onça, jaguatirica, anta, macacos, etc. Entre as aves predominam: papagaio, arara, tucano, gavião, etc. Finalmente, é
grande o número de insetos e outros animais inferiores.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget