"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

CONHECENDO OS LÍQUENS


Geraldo Victorino de França (Voinho)

Os líquens constituem um importante grupo de plantas pioneiras, mais rústicas do que as outras. Alguns deles formam crostas coloridas na face das rochas, outros formam moitas no solo, ao passo que outros ainda, recobrem a casca das  árvores. No alto das montanhas ou nos confins do Ártico, onde as outras plantas mal conseguem medrar, devido ao frio intenso, os líquens representam a principal de vida vegetal. Na Antártida, eles são os  vegetais predominantes.
       Quando uma delgada lâmina de líquen é examinada sob o microscópio, verifica-se que ele é constituído de duas  plantas distintas: uma alga azul-esverdeada ou verde e um fungo, cujas hifas, em filamentos, se entretecem formando uma película que envolve a alga. Esta, dotada de clorofila, realiza a fotossíntese e fornece nutrientes orgânicos ao parceiro, ao  passo que o fungo proporciona à alga,  água e nutrientes minerais, bem como proteção. trata-se de um caso típico de simbiose, no qual dois organismos totalmente diferentes vivem em sociedade, beneficiando-se mutuamente. 

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget