"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quinta-feira, 22 de abril de 2010

A Lenda de Prometeu

CONHECENDO A LENDA DE PROMETEU
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Prometeu é uma entidade da mitologia grega, filho de Zeus e de Climenes, segundo alguns autores;ou de Zeus e da nereida Ásia, segundo outros. Era irmão de Atlas, Epimeteu e Minoécio.
A Prometeu e seu irmão Epimeteu foi dada a tarefa de criar os animais e o homem. Epimeteu encarregou-se de criar os animais, deixando para Prometeu a criação do homem.
Prometeu fez da lama da terra um homem que entusiasmou Atenas. Prometeu pediu à deusa que o levasse ao Olimpo. Passando ao lado do carro de Apolo, roubou-lhe uma fagulha do fogo divino e a deu ao homem. Todavia, o fogo era exclusivo dos deuses e, como castigo a Prometeu, Zeus ordenou a Hefesto que o acorrentasse no cume do monte Cáucaso, onde todos os dias uma águia ia dilacerar o seu fígado. Mas sendo Prometeu imortal, o seu fígado se regenerava.
A duração desse castigo era para ser de 30.000 anos. Porém, Prometeu foi libertado do seu sofrimento por Hércules que, havendo concluido os seus doze trabalhos, dedicou-se a outras aventuras.
No lugar de Prometeu, foi acorrentado o titã Quiron, pois a substituição era uma exigência para a libertação de Prometeu.
Na Grécia antiga existiam vários altares consagrados a Prometeu, ligado ao culto do fogo.

2 comentários:

Richard Mathenhauer disse...

Qual é a ligação de Epimeteu com Pandora?

Abraços,

Geraldo França disse...

Prezado Richard:

Epimeteu e Pandora eram marido e mulher; e
tiveram uma filha, chamada Pirra.

Voinho

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget