"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A SAGA DE ULISSES

CONHECENDO A SAGA DE ULISSES
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Ulisses foi um herói grego, rei de Itaca, filho de Laertes, que lhe transmitiu o poder real. Era marido de Penélope, da qual teve um filho, Telêmaco.
Foi um dos principais generais gregos durante a Guerrade Tróia, destacando-se por sua sabedoria. Foi ele que sugeriu o estratagema do grande cavalode madeira que foi deixado junto à muralha de Tróia, com alguns soldados gregos dentro da sua barriga. Pensando que se tratava de um presente como sinal de rendição, do exército inimigo, os troianos recolheram o cavalo. Durante a oite, os soldados gregos sairam e abriram as portas da muralha. Assim, o exército grego conseguiu entrar na cidade, destruí-la e incendiá-la. pondo fim a uma guerra que durou 10 anos.
Mas as aventuras de Ulisses continuaram, durante a longa viagem de volta à Itaca, sua terra natal. Logo nos primeiros dias de viagem, Ulisses e sua tripulação chegaram a uma ilha em busca de mantimentos e nala encontraram o gigante Polifermo. Após matar o gigante,
Ulisses e seus companheiros voltaramao barco e fugiram. Mas Poseid, pai de Polifermo, os perseguiu com tempestades e furacões.
Chegando a uma outra ilha, parte da tripulação foi transformada em porcos pela feiticeira Circe. Avisado por Hermes do tipo de feitiçaria, que ela lançava, Ulisses mastigou slgumas folhas que Hermes lhe indicou e conseguiu tomar o vinho de Circe sem nada lhe acontecer. Circe se apaixonou por ele e Ulisses conseguiu libertar seus companheiros em troca de amores por algum tempo.
Quando decidem partir, Circe avisa Ulisses do perigo das Sereias. Assim, Ulisses e seus companheiros colocam cera nos ouvidos e escapam da morte por seu vanto.
Quando chegou à ilha de Calípso, Ulisses fez um sacrifício para Poseidon e, a partir de então, o deus dos mares parou de perseguir a ele e sua tripulação. Ulisses passou 10 anos na ilha de Calípso.
Atenas, protetora do herói, pediu a Zeus que libertasse Ulissese o deus enviou Hermes com a missão de pedir a Calípso que deixasse Ulisses continuar sua viagem.

Quando finalmente chegou a Itaca, 20 anos após ter partido, não foi recinhecido por ninguem, nem por Penépole. Esta resolveu organizar um concurso entre os 108 pretendentes a casar com ela. Ulisses também participa e vence o torneio, revelando a todos quem realmente era. Penélope e Ulisses voltaram a ficar juntos.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget