"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Conhecendo as FOBIAS

CONHECENDO AS FOBIAS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Fobia é a designação genérica das várias espécies de medo mórbido. Muitas pessoas têm algum tipo de medo, os quais recebem nomes específicos. Vejamos alguns exemplos:
1. acrofobia - medo de lugares altos
2. agorafobia - medo de andar na rua
3. anemofobia - medo de vento
4. aracnofobia - medo de aranha
5. astrofobia - medo de raios e trovões
6. cinofobia - medo de cachorro
7. claustrofobia - medo de recintos fechados
8. fobofobia - medo de ter medo
9. hematofobia - medo de sangue
10. hidrofobia - medo de água
11. necrofobia - medo de cadáver
12. nictofobia - medo da escuridão
13. ofiofobia - medo de cobra
14. panfobia - medo de tudo
15. pirofobia - medo de fogo
16. tanatofobia - medo da morte
17. xenofobia - medo de estrangeiros

Um comentário:

Richard Mathenhauer disse...

Vamos lá: por já ter ficado preso em elevador, tenho fobias a lugares fechados e limitados; paradoxalmente, sinto fobia em lugares abertos e movimentados. E nao bastando, sinto fobia atravessar pontes sobre rios de águas correntes...

É, é um caso clínico! rs

Abraços! Admiro muito seu conheciment.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget