"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sábado, 14 de agosto de 2010

Lindinha agora é uma estrelinha

Hoje a Lindinha, cachorrinha do voinho, partiu, deixando muitas saudades...
Vá em paz, querida, cumpriu sua missão


A Ponte do Arco-Íris
(autoria deconhecida)

Diz a lenda que nenhum dono de animais domésticos entra no céu sem antes passar por um lugar onde eles vêm lhe dar as boas vindas ao paraíso.
Este lugar especial do céu é chamado Ponte do Arco-Íris. Todos esses animais especiais que foram amados e acariciados por seus donos vêm parar aqui, onde há prados e colinas verdejantes onde eles podem correr e brincar juntos. Há bastante comida, água e raios de sol, e nossos amigos ficam aquecidos e confortáveis.
Todos os animais que se foram doentes e velhos recuperam a saúde e voltam ao velho vigor. Os que estavam feridos ou mutilados se tornam novamente fortes e inteiros, como nós nos lembramos deles em dias passados. Os animais deste lugar estão sempre contentes, com exceção da saudade que sentem de alguém que era muito especial para eles e que tiveram que deixar para trás.
Na Ponte do Arco-Íris, todos os animais passam o dia inteiro brincando e correndo juntos, mas volta e meia um deles pára de repente e fixa o olhar no horizonte. Seus olhos se tornam luminosos e ternos, e o pequeno corpo começa a tremer de emoção! De repente, aquele afortunado corre para longe do grupo, e voa por cima da grama, com suas pequenas pernas a levá-lo cada vez mais rápido.
Você acabou de chegar ao céu, e, quando você e seu amigo especial finalmente se encontram, você o agarra junto ao corpo com a certeza de jamais se separarem novamente. Você enche de beijos sua face, suas mãos mais uma vez acariciam sua cabecinha amada, e você olha dentro de seus olhos confiantes, há tanto tempo não vistos, mas nunca esquecidos em seu coração.
E então, vocês cruzam a Ponte do Arco-Íris juntos, rumo à vida eterna...

2 comentários:

Mel Redi disse...

" Com certeza, esta Lindinha,
cumpriu bem sua missão,
pois é a bela "estrelinha",
que brilha em seu coração!"
Um grande abraço, com carinho, Mel

Anônimo disse...

Aprendi muito

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget