"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Armadilhas da Língua Portuguesa


ARMADILHAS DA LÍNGUA PORTUGUESA - 2
Geraldo Victorino de França (Voinho)


Além das palavras polissêmicas, outras armadilhas da língua portuguesa são as palavras homônimas, isto é, que têm a mesma pronúncia, porém significados diferentes. Exemplos:

1. acender ( atear ) e ascender ( subir )
2. aço ( liga de ferro ) e asso ( verbo assar )
3. apreçar ( marcar preço ) e apressar ( acelerar
4. caçar ( apanhar animais ) e cassar ( anular )
5. caminho ( trilha ) e caminho ( verbo caminhar )
6. cegar ( tornar cego) e segar ( ceifar )
7. cela ( pequeno quarto ) e sela ( arreio )
8. censo ( recenseamento ) e senso ( juízo )
9. cerrar ( fechar ) e serrar ( cortar )
10. cessão ( ato de ceder ) e sessão ( repartição )
11. cinto ( faixa de cintura ) e sinto ( verbo sentir )
12. concerto ( harmonia musical ) e conserto
( ato de consertar )
13. coser ( costurar ) e cozer ( cozinhar )
14. era ( época ) e hera ( trepadeira )
15. paço ( palácio ) e passo ( andar )
16. para ( preposição ) e para ( verbo parar )
17. pomos ( frutos ) e pomos ( verbo por )
18. vede ( verbo ver ) e vede ( verbo vedar )

Um comentário:

Richard Mathenhauer disse...

Saudações.

Deixei um Selo no Urbi et Orbi para o seu blog. Aceite-o, é com prazer que o ofereço.

Abraços.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget