"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Conhecendo as crateras

(Mirny, maior cratera de mineração do mundo)
CONHECENDO AS CRATERAS
Geraldo Victorino de França ( Voinho)

Cratera é uma depressão fechada, basicamente circular, na superfície terrestre ou de um planeta, ou satélite, causada por erupção vulcânica ou impacto de meteorito.
A. Crateras vulcânicas. Em geral, têm formato de cone ou funil. Pode ser central quando aparece no cume de um vulcão; ou adventícia quando surge nos flancos. Algumas crateras podem atingir grandes dimensões, como por exemplo a do Pichincha ( Equador), que tem 1.600 metros de diâmetro. Outras crateras, principalmente de vulcões extintos, podem transformar-se em lagos, devido ao acúmulo de águas de chuva.
B. Crateras de impacto. São causadas por meteoritos, geralmente largas e rasas. A borda é íngreme no lado interno, mas suave ou inexistente no lado de fora.
Em virtude da erosão, poucas crateras de meteoritos sobrevivem por muito tempo, como a cratera do Arizona ( Estados Unidos ); mas na Lua, onde não
há atmosfera e, portanto nem erosão, milhões delas permanecem preservadas. Também foram localizadas em grande número em Mercúrio, Marte, Vênus e na maioria dos satélites.
Crateras vulcânicas, tais como as encontradas na superfície da Terra, também existem na Lua, em Marte e em Vênus.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget