"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

domingo, 3 de abril de 2011

Conhecendo os tipos de folhas



Geraldo Victorino de França (Voinho)

As folhas são órgãos laterais que nascem sobre o caule das plantas ou sobre seus ramos e que têm como principal função a fotossíntese, isto é, a produção de compostos orgânicos a partir de água e gás carbônico, usando a luz solar como fonte de energia. Sua superfície apresenta pequenas aberturas, chamadas estômatos, através das quais se efetuam as trocas gasosas entre a planta e o ambiente.
As folhas podem ser simples ou compostas. As folhas simples têm um só limbo ( lâmina ), como as da laranjeira. As folhas compostas têm o limbo dividido em vários folíolos, como as da roseira.
Quanto à duração, as folhas podem ser:a) perenes ou sempre-verdes, como as da mangueira; b) decíduas ou caducas, como as do caquizeiro, que caem na estação seca.
As folhas exibem grande diversidade de formas e tamanhos. Quanto à forma, podem ser:oval ( laranjeira ), elíptica ( cacaueiro ), assimétrica ( begônia ), acicular ( pinheiro ), lanceolada ( espada-de-são-jorge ), linear ( cana-de-açúcar)
etc.
Além das folhas normais, existem folhas aquáticas, como as da vitória-régia; folhas xeromorfas, adaptadas a ambientes secos, como as da catingueira do Nordeste; folhas fibrosas, como as do sisal, etc.
As folhas também podem sofrer modificações, adaptando-se para exercer outras funções. São exemplos: a) folhas coletoras, das plantas epífitas como a orquídea; b) folhas insetívoras, das plantas carnívoras, como a Drosera; c) gavinhas, das plantas trepadeiras, como a ervilha; d) espinhos, como os do cactos, etc.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget