"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quarta-feira, 29 de junho de 2011

CONHECENDO OS TIPOS DE RAIZ

Geraldo Victorino de França (Voinho)

Dá-se o nome de raiz à parte subterrânea do eixo das plantas vasculares (portadoras de vasos ), que desempenha duas funções principais: a) fixação da planta ao solo; b) absorção de água e nutrientes minerais contidos no solo.
Normalmente a raiz é um órgão subterrâneo; todavia, existem vários exemplos de raízes aéreas como veremos mais adiante.
Basicamente, existem três tipos de raízes subterrâneas: a) pivotante, como a da cenoura; b) ramificada, como a da laranjeira; c) fasciculada ou em cabeleira, como a das gramíneas
Além desses tipos, existem variações tais como: a) raiz tuberosa, contendo reserva amilácea, como a da mandioca; b) raízes adventícias, como as que crescem na base dos colmos de milho; c) raízes sugadoras ou haustórios, próprias das plantas parasitas, que penetram nos tecidos das plantas hospedeiras para retirar alimento, como as do cipó-chumbo; d) raízes respiratórias ou pneumatóforos, que se elevam sobre o nível das águas para respirar, como as dos mangues; e) raízes coletoras,que retêm folhas secas, poeiras e água de chuva, como as das plantas epífitas (orquídeas e bromélias ).
Há ainda os rizóides, órgãos rudimentares que desempenham a função das raízes, encontrados nas plantas inferiores, como algas, líquens, briófitas, etc.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget