"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CONHECENDO OS SOLOS DA REGIÃO DE PIRACICABA - 1

foto Ivana Negri

Geraldo Victorino de França (Voinho)

O assunto é complexo, mas vamos procurar abordá-lo de maneira simplificada.
Observando-se um perfil de solo ( corte num barranco ), constata-se que ele é formado por várias camadas, chamadas horizontes, identificadas pelas letras A, B, C e G.
O horizonte A é a camada superficial, sujeita à perda de material mineral e acúmulo de matéria orgânica, proveniente dos restos vegetais e animais. O horizonte B é a camada subsuperficial ( subsolo ), geralmente apresentando estrutura em blocos e cor mais viva que a do A. O horizonte C corresponde ao regolito, isto é, a rocha intemperizada. O horizonte G é formado por gleização, sob influência do lençol freático. O substrato rochoso é designado camada R.
De acordo com os levantamentos de solos feitos pela antiga Comissão de Solos do Ministério da Agricultura ( 1.960 ) e por Ranzani e colaboradores ( 1.966 ), os solos da região de Piracicaba podem ser assim esquematizados:
1. Solos Pouco Desenvolvidos
2. Solos com Horizonte B Textural
3. Solos com Horizonte B Latossólico
4. Solos Hidromórficos.

A. Solos Pouco Desenvolvidos
São solos com sequência de horizontes AC ou AR, geralmente não apresentando o horizonte B; quando este está presente, é pouco desenvolvido, com menos de 10 cm de espessura, sendo designado como ( B ). Compreendem os seguintes tipos: a) Litossol; b) Regossol; c) Cambissol; d) Solos Aluviais.
a) Litossol. É um solo raso, com perfil AR, podendo R ser: basalto, arenito, folhelho, calcário, etc. Obviamente, são solos com sérias restrições ao desenvolvimento de plantas com sistema radicular profundo. O Litossol substrato folhelho é encontrado em grande parte da área urbana e suburbana.
b) Regossol. É um solo profundo, com sequência de horizontes AC, originado de arenitos, geralmente excessivamente arenosos e de fertilidade muito baixa. è encontrado no bairro rural Paredão Vermelho.
c) Cambissol. É um solo jovem, de profundidade variável, com sequência de horizontes A(B)C ou A(B)R, isto é, apresenta um horizonte B com menos de 10 cm de espessura. Geralmente é encontrado em locais com declive
acentuado.
d) Solos Aluviais. São solos em formação, localizados sobre sedimentos de deposição recente, com perfil AC. São geralmente encontrados nas várzeas.

3 comentários:

Ivana disse...

Foto linda, Ivana! Vim correndo ver, bjo

Ivana Maria França de Negri disse...

Querida xará, eu não sou exímia fotógrafa como você! Apenas arrisco amadoramente...
bjos

Ivana disse...

Voltei...rssss

Agradeço sua palavras generosas, vou fazer um curso para aprender + Bjo grande

NESSA VIDA SOMOS TODOS AMADORES APRENDENDO UM POUQUINHO A CADA DIA, rssss

Um lindo dia!

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget