"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

CONHECENDO AS PLANTAS QUE NÃO PRODUZEM FLORES

Geraldo Victorino de França (Voinho)

               

 As flores são os órgãos de reprodução das plantas superiores, chamadas Fanerógamas Poré, existem muitas plantas que não produzem flores, chamadas plantas inferiores ou Criptógamas. Podem ser unicelulares, de tamanho microscópico, como as bactérias e parte das algas e  dos fungos; ou pluricelulares, podendo atingir algumas dezenas de metros de comprimento, como as algas pardas.
               As Criptógamas incluem: a) Talófitas, plantas primitivas de organização simples, muitas vezes unicelulares, abrangendo: algas, bactérias, fungos e liquens; b) Briófitas,´plantas de pequeno porte e organização rudimentar, incluindo os musgos e as hepáticas. c) Pteridófitas, plantas pouco evoluídas, tais como: samambaia, avenca, cavalinha, licopódio, etc.
               A reprodução de parte das Talófitas se dá por divisão celular; os fungos, as Briófitas e as Pteridófitas se reproduzem por meio de esporos,elementos capazes de germinar e reproduzir o indivíduo que o formou.
               Os esporos não contêm embriões, o que os distinguem das sementes das Fanerógamas. Geralmente, os esporos são formados de uma única célula e produzidos em grande número, sendo transportados pela água, pelo vento ou pelos animais.

                As Ginospermas constituem um grupo de transição para as plantas floríferas, caracterizando-se por produzirem sementes, em vez de esporos. Elas se distinguem por produzirem seus óvulos e sementes na superfície de uma folha  modificada e por não produzirem pétalas.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget