"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

domingo, 11 de julho de 2010

Desertos

CONHECENDO OS DESERTOS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

No conceito popular deserto é uma região quente e de baixa precipitação, coberta de areias ou pedras, onde a vegetação é escassa. Todavia, bem mais amplo é o conceito científico, que considera deserto qualquer região, quente ou fria, onde há acentuada deficiência de água para o desenvolvimento normal das plantas. Assim, existem três diferentes tipos de deserto: a) quente e seco durante o ano todo, como o deserto do Saara, no norte da África; b) seco o ano inteiro, mas quente no verão e frio no inverno, como o deserto de Gobi, na Ásia Central; c) frio durante o ano todo, como a Tundra, no norte do Canadá e da Rússia, onde a vegetação se restringe a musgos e líqüens.
Também podem ser consideradas como desertos as regiões polares, constituídas pelo Ártico
e pela Antártida, onde a cobertura de gelo impede o crescimento de vegetação.
No seu conceito mais amplo, os desertos ocupam aproximadamente 40% da superfície terrestre, sendo cerca de 20% de desertos secos, com precipitação anual inferior a 250mm
(regiões áridas ). O deserto mais seco do mundo é o de Atacama, na costa norte do Chile, onde a precipitação anual média é inferior a 1mm!
Um fato preocupante é que a área de desertos tende a aumentar, devido ao processo de desertificação - um processo lento e gradual, causado pelo mau uso do solo nas regiões semi-áridas ( erosão, salinização do solo ) e/ou mudança climática.
A vegetação dos desertos das regiões áridas é adaptada à escassez de água, sendo representada por: a) plantas xerófitas ( ou suculentas ) - que armazenam água, como Cáctáceas e Bromeliáceas; b) plantas efemerófitas, isto é, com ciclo vegetativo muito curto, correspondente ao curto período de chuvas raras. A fauna é representada por espécies adaptadas, como camelo, pequenos roedores, cobras e lagartos.
Nos desertos arenosos há a formação de dunas. À exceção dos grandes rios, como o Nilo, os cursos d'água são temporários, com a presença ocasional de oásis.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget