"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Conhecendo a Lenda do Unicórnio

CONHECENDO A LENDA DO UNICÓRNIO
Geraldo Victorino de França (Voinho)

O unicórnio é uma criatura do folclore medieval. É descrito como um cavalo branco com barba de bode e um chifre no meio da testa, capaz de feitos mágicos. O chifre é dourado ou prateado e espiralado.
Supõe-se que a lenda do unicórnio tenha se originado dos primeiros relatos a respeito do rinoceronte. Eles foram mencionados pela primeira vez em 400 a. C. pelo grego Cresias, que afirmou que esses seres com um chifre na testa viviam na Índia e possuíam atributos mágicos.
Há duas lendas medievais sobre o unicórnio. Uma delas diz que seu chifre possui poderes mágicos, Conta-se que certa vez os animais de uma floresta reuniram-se ao redor de um lago que estava envenenado e não conseguiam beber daquela água. Então apareceu o unicórnio, tocou a água com o seu chifre mágico e a água tornou-se potável novamente.
Outra lenda conta que somente uma virgem seria capaz de montar um unicórnio, tamanha era a sua pureza.

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezado Voinho:


Adoro seus personagens mitológicos. Existe uma música da Mercedes Sosa que se chama Unicórnio Azul, imaginação de artista é algo que extrapola - um Unicórnio já é uma fantasia, azul então é adorável. Adoro também dragões, há um desenho infantil novo chamado Como treinar o seu dragão que é muito legal, para crianças, adultos e para voinhos sonhadores. Abraços Carmen Pilotto

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget