"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sábado, 30 de outubro de 2010

Conhecendo os Vampiros


CONHECENDO OS VAMPIROS
Geraldo Victorino de França (Voinho)

O termo vampiro é usado com dois significados muito diferentes, a saber:
1. Mitologia. Vampiros são entidades fantásticas de diversas mitologias, que saem das sepulturas para sugar o sangue dos seres vivos. São talvez os monstros mais conhecidos da história da humanidade, presentes nas lendas e nos romances em todos os países e todos os períodos da história.
Existem dezenas de definições e explicações para seus poderes: pessoas mortas que andam, falam e sugam o sangue dos mortais, maldição dos deuses, castigo divino, etc.
Pode-se dizer que os vampiros passaram a existir na Terra em 3.000 a.C., na região da Babilônia. As primeiras lendas diziam respeito a espíritos maléficos que encarnavam nos corpos de pessoas escolhidas, dando a eles força e poderes sobrenaturais.
2. Zoologia. Na América do Sul, é o nome que se dá aos morcegos da família Filostomídeos, que se nutrem de sangue ( morcegos hematófagos ). Atingem 75 cm de envergadura, sugam o sangue dos animais e, às vezes, do homem, durante o sono de suas vítimas, sem lhes causar nenhuma dor. A quantidade de sangue que retiram é mínima, mas podem transmitir a raiva.

Um comentário:

Richard Mathenhauer disse...

Sou um apaixonado pelo mito de Drácula, e pelas histórias de vampiros (sejam em livros ou filmes). Embora pense que ultimamente se tenha banalizado a exploração do tema, ainda assim, continua sendo um mote interessante.

Grande abraço do amigo e admirador,

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget