"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Conhecendo Fadas e Duendes

CONHECENDO FADAS E DUENDES
Geraldo Victorino de França (Voinho)

Fadas e duendes são criaturas de diversas mitologias, considerados seres fantásticos, sobrenaturais, do sexo feminino e masculino, respectivamente. Fazem parte do acervo cultural de vários povos, para os quais sempre influíram, magicamente, nos acontecimentos humanos.
Sua presença foi, primitivamente, dada como ocorrente nos bosques, nas encruzilhadas, nas fontes e nas margens das florestas, demonstrando esse fato, a sua procedência pagã. Realmente, na mitologia greco-romana são encontrados seres correspondentes, como as náiades e os faunos, habitantes de fontes e mares.
Mais tarde, já na Idade Média e épocas posteriores, esses seres fantásticos aparecem mais ou menos cristianizados, daí ter mais destaque a sua ação benéfica ou maléfica, e a sua invocação para uma possível proteção.
Assim, as fadas e duendes adquirem nuanças de santos e anjos, representados com feições bondosas. As fadas têm poderes sobrenaturais, ajudadas por uma vara de condão. Acredita-se que, no nascimento de uma criança, elas entram na casa e dotam a criança com seu destino.
Na literatura mundial, encontram-se numerosas histórias sobre fadas. Quanto aos duendes, acredita-se que aparecem de noite e fazem travessuras nas casas. Algumas lendas dizem que tomam conta de um pote de ouro no final do arco-íris. Se forem capturados, os duendes podem comprar a sua liberdade com esse ouro.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget