"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

sábado, 6 de agosto de 2011

CONHECENDO AS ORQUÍDEAS

Geraldo Victorino de França  (Voinho)

As orquídeas são plantas herbáceas, perenes, terrestres ou trepadeiras, pertencentes à família Orquidáceas, uma das mais numerosas do reino vegetal, contando com cerca de 15.000 espécies, que se destacam pela beleza e fragrância de suas flores. A maioria delas vive nas regiões tropicais, se bem que existem até nas regiões frias.
Costuma-se dividi-las em dois grupos: a) terrestres, que vivem sobre o solo, comuns nas regiões temperadas; b) epífitas, que crescem no tronco e galhos das árvores das florestas tropicais, erroneamente chamadas de parasitas. Na verdade, possuem folhas verdes ( contendo clorofila ) e, portanto, são capazes de efetuar a fotossíntese. Assim, são plantas epífitas, isto é, que crescem sobre outras plantas, mas sem parasitá-las.
Algumas espécies, como a Neotia, não possuem clorofila, obtendo os nutrientes do húmus do solo.
As flores variam consideravelmente em tamanho, forma e cor, sendo adaptadas para a polinização por insetos. As sementes são produzidas em grande número e dispersadas pelo vento.
Por sua beleza ornamental, as orquídeas têm sido muito cultivadas no mundo todo; e milhares de híbridos artificiais já foram criados, Entre as espécies
mais cultivadas e seus híbridos, destacam-se as dos gêneros: Laelia, Cattleya e Oncidium.

2 comentários:

Ivana disse...

A beleza dessa planta se iguala a grandeza do conhecimento do VOINHO. Deixo aqui, meu afetuoso abraço.

Ivana disse...

A beleza dessa planta se iguala a grandeza do conhecimento do Voinho, deixo aqui meu afetuoso abraço.
Ivana Altafin.

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget