"VOINHO"

Geraldo Victorino de França é engenheiro agrônomo, professor aposentado da Esalq/USP – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi casado com a professora Zilda Giordano Victorino de França, tiveram 4 filhos, 12 netos e cinco bisnetas. Os verbetes surgiram como um hobby,enviados pela Internet aos filhos e netos. São curiosidades e notas explicativas sobre temas diversos. Como são assuntos interessantes e educativos, surgiu a ideia de compilá-los num livro. Muitos desses verbetes já foram publicados na Enciclopédia Agrícola Brasileira, editada pela Esalq/USP e também na coluninha PLANETA TERRA que era publicada aos sábados no Jornalzinho, suplemento infantil do JORNAL DE PIRACICABA. Também já colaborou na coluna PECADOS DA LÍNGUA, coordenada por Elisa Pantaleão, veiculada aos sábados no jornal A GAZETA DEPIRACICABA.
É membro da Academia Piracicabana de Letras - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior

“Voinho” é o apelido carinhoso como é chamado pelos netos e bisnetas.

Seguidores

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Geraldo e Zilda ( Voinho e Voinha)

Voinho, neta e bisnetas

Aprendendo com o Voinho

Aprendendo com o Voinho
by Mara Bombo

domingo, 22 de julho de 2012

CONHECENDO OS ANIMAIS COM ADAPTAÇÕES DEFENSIVAS E OFENSIVAS




 Geraldo Victorino de França (Voinho)
    
  A luta pela vida obrigou muitos animais a desenvolverem adaptações ofensivas e defensivas. Na verdade, a eficiência no ataque e na defesa é uma necessidade básica para a sobrevivência dos animais.
         Distinguem-se três formas de ataque defesa, a saber: a) estruturas físicas especializadas; b) especializações menos evidentes; c) comportamento.
                a) Estruturas físicas especializadas: 1) para ataque   - garras e dentes: felinos ( leão, tigre, onça, etc. )
                 - garras e bicos curvos: aves de rapina ( gavião, águia, falcão, etc. )
                 - chifres: boi, búfalo, carneiro, etc.
                 - presas: elefante, javali, morsa, etc.
                 - ferrão: abelha, vespa, escorpião
                 - língua pegajosa: camaleão, tamanduá, etc.
                 - órgãos golpeadores: cauda ( lagarto ), tromba ( elefante )
                  2) para defesa:
                   - carapaça: tatu, jabuti, tartaruga
                   - concha: caracol, caramujo, ostra
                   - espinhos: ouriço, porco-espinho
                   - pêlos urticantes: taturana ou bicho-de- fogo
                   b) Especializações menos evidentes
                    1) para ataque:
                     - glândulas produtoras de veneno: aranha, escorpião, cascavel,etc.
                     - músculos constritores ( para estrangulamento ): jibóia, sucuri,etc.
                     - órgãos sugadores de sangue: morcego, sanguessuga, barbeiro ou chupança
                     2) para defesa:
                      - glândulas produtoras de substâncias repelentes: cangambá, zorrilho
                      - camuflagem: certas borboletas, girafa, leopardo,etc.
                      - mudança de cor ( para confundir-se com o ambiente ): camaleão
                     c) Comportamento
                  1) táticas de ataque:
                      - emboscada, para surpreender a presa: felinos
                      - ataque em grupo: formiga- correição, piranha, leão, lôbo, etc.
                      2) táticas de defesa:
                       - dar coices: cavalo, boi, zebra
                       - fugir correndo: maioria dos animais quando ameaçados
                       - levantar voo: insetos com asas, aves voadoras
                       - entrar na toca: coelho, rato, tatu
                       - subir em árvore: animais arborícolas: macacos, esquilo,raposa,etc.

Nenhum comentário:

Profª Zilda e Dr. Profº França

Profª Zilda e Dr. Profº França

Esta é a mais nova netinha do Voinho, a Maria Valentina

ORAÇÃO DOS ANIMAIS DA POETISA IVANA M F NEGRI DECLAMADA POR BETTY GOFFMAN NO DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Ocorreu um erro neste gadget